Celebração do 9 de abril: Dia dos Heróis do Povo Brasileiro

Escrito por Resistência Camponesa
Publicado em 12/04/2016
Categoria: Notícias
No dia 9 de abril de 2012 o companheiro Renato Nathan foi covardemente assassinado pela polícia a mando de latifundiários, em Jacinópolis, região de Buritis (Rondônia). Até hoje os mandantes e executores desse crime não foram punidos ou sequer investigados. Esta data passou a ser considerada pela LCP e outras organizações de luta como o Dia dos Heróis do Povo Brasileiro e por todo país são feitas atividades para celebrar e homenagear os homens e mulheres que dedicaram suas vidas à luta.

 Para celebrar a memória dos nossos heróis, a LCP – Liga dos Camponeses Pobres de Rondônia e Amazônia Ocidental e o MFP – Movimento Feminino Popular organizaram no dia 9 de abril desse mês um ato solene na Área Renato Nathan 2, no município de Ariquemes. Participaram camponeses desta área e das vizinhas Raio do Sol e Canaã, bem como do acampamento Nova Estrela, estudantes, professores e apoiadores de várias regiões do estado, totalizando cerca de 90 pessoas.

São inúmeros heróis do nosso povo, todos foram homenageados na pessoa de 4 deles: os camponeses Valdiro Chagas, Enilson Ribeiro, Renato Nathan e Cleomar Rodrigues, com apresentação de uma pequena biografia, quadros com os rostos deles e disparos de foguete. Representando as crianças e as mulheres da luta, foi lembrada a pequena Vanessa Santos, de apenas 7 anos, assassinada no dia 9 de agosto de 1995 por policiais e pistoleiros no Massacre de Corumbiara, e a companheira Alzira Monteiro, também participante desta luta. O nome de cada um desses heróis foi evocado e respondido por todos os presentes com o grito: Presente na luta!

Estiveram presentes no Ato Solene as viúvas e filhos dos companheiros Valdiro, Enilson e Renato Nathan.

Valdiro e Enilson eram coordenadores do Acampamento Paulo Justino, no município de Alto Paraíso, onde desde novembro de 2015 mais de 30 famílias lutavam pelas terras da fazenda Santo Antônio, de quase 5000 hectares. O latifundiário Antônio Carlos Faitaroni se diz o dono da área. Ele já cometeu vários crimes contra os camponeses, apoiado pela recém criada Associação de latifundiários do Vale do Jamari. No dia 23 de janeiro de 2016, em Jaru, Valdiro e Enilson foram brutalmente assassinado por pistoleiros a mando do latifúndio.

Renato Nathan dedicou sua vida à luta revolucionária, junto dos camponeses, operários, estudantes e professores, em Jaru, Corumbiara e região de Buritis. O companheiro Cleomar foi um destacado dirigentes da LCP e foi assassinado por pistoleiros a mando do latifúndio no dia 22 de outubro, em Pedras de Maria da Cruz, no norte de Minas Gerais.

Foi apresentada uma poesia, entoado canções da luta e palavras de ordem. Vários presentes fizeram intervenções durante o ato, destacando que a principal forma de homenagear os heróis do povo é seguindo a luta pela qual eles deram suas vidas.

Clique aqui para ler o panfleto divulgado pela LCP antes e durante a atividade.

   
     
   
» Todo o conteúdo pode ser copiado e reproduzido desde que citada a fonte «